08 setembro 2018

O título vem depois do fim


Enquanto energizo a minha casa, me deu vontade de escrever. Sem parar. A música rola e eu, sentada na cama, sem saber como terminar a escrita, escrevo. Ainda assim escrevo. 

Tenho fome e uma vontade imensa de ser feliz. Eu ainda tenho tempo. Tenho? Tenho!

O que me faz lembrar do que venho pensando ultimamente. É que ser feliz basta.

A minha boca arde, mas junto com o vento que leva o mal, tudo passa. Até uva!

Eu não quero carne. Eu estou de amarelo porque eu quero atrair tudo o que for de riqueza boa. O que inclui também o dinheiro. 

Dói ser só, mas eu consigo. Eu quero. Eu amo. Sobrevivo. 

Sobre viver. Título que vem depois do fim (e todo fim é recomeço). 
Share:

0 comentários:

Postar um comentário