26 agosto 2017

Quando o meu corpo é só meu

Eu tô passando por um processo de aceitação grande, longo e doloroso. Há dias que o espelho é o meu melhor amigo, há dias que nem tanto. 

Há coisas em mim hoje que antes eu não sentia: o meu pertencimento. O meu corpo é meu e com ele eu faço o que eu quiser, quando quiser, aonde quiser. É meio óbvio, mas por muito tempo não foi. 


Teve um dia em que eu tirei minha roupa e me abracei. De verdade. Eu pus os braços entrelaçados em mim. Me acariciei e entendi: essa sou eu. E agradeci. 

O processo, contínuo e diário, começou nesse dia. 

Eu entendi que essas são as minhas pernas e esses são os meus braços. Esse é o meu cabelo. O meu nariz. Os meus seios. Os meus joelhos. Meus pés. E isso tudo me foi dado pela energia que rege o mundo, as situações, os encontros. 

Eu entendi e aceitei que é com esse corpo que eu transito entre os lugares, com esses dedos que digito esse texto. É esse corpo que me dá prazer e está disponível pra quem eu quero que tenha prazer com ele também. 

Esse ano passei por um processo no teatro onde eu precisei tirar a roupa. Já havia acontecido antes, mas de uma forma tão tumultuada que não me foi libertador. Diferente de agora. E esse processo teatral também tá aqui, atrelado na minha aceitação, no entendimento do meu eu. 



Claro, são dias e dias. Mas ter consciência de estar na mudança, na compreensão de mim, alivia as olhadas no espelho quando eu não me quero. 

Mas me encontrar, acima de tudo, nos dias em que eu me quero - que tem aumentado cada vez mais - é quando eu mais sinto que me respeito. É isso. Respeito. 

Respeitar o meu corpo e minha imagem, explorar minhas queridas partes, acreditar que minha beleza não está acima, e nem principalmente abaixo de nenhuma outra, colabora com as minhas vivências. 

E, novamente, eu me construo e me sou.
Share:

6 comentários:

  1. AAAAI QUE COISA MAIS LINDA
    Que fotos lindas, que post lindo que tudo lindo
    Olha eu também estou nesse processo, mais acima de tudo um processo de autoconhecimento, eu me sinto em uma montanha russa de sentimentos .. E difícil beijos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que maravilha de comentário! Sim, processo de autoconhecimento também é difícil mas necessário! Que bom que te encontras nele!
      Fico feliz por teres gostado do post e das fotos!

      Beijo!

      Excluir
  2. Olhar no espelho como significância da beleza?
    A vaidade te incomoda por você não se achar bonita ou simplesmente por que é vaidade?

    ResponderExcluir
  3. QUE POESIA LINDA! O TEXTO, VOCÊ, OS DOIS.

    ResponderExcluir