29 dezembro 2016

Enunciar: Yasmin Diniz

Uma das coisas mais legais desse ano foi o Enunciar. Não é à toa que eu me orgulho muito dele. Pôr em prática as ideias, tirar do papel, publicar e ter ao teu lado pessoas incríveis, compartilhando e contribuindo com teu trabalho, faz tudo realmente ir pra frente. 

Guardei esse post pra última semana de 2016 pra encerrar a primeira parte do projeto. A Yasmin não é de Belém, é amiga da Carla, que vocês viram aqui, e mora em Salto, em São Paulo. No dia que fomos fazer as fotos da Carla e do João, ela tava aqui na cidade, então eu e o Luiz aproveitamos pra fazer fotos com ela também. 






Foi, inclusive, por influência da Carla que a Yasmin começou a frequentar brechós. Na verdade, foi também consequência da reação de um ex namorado, que se desfez de todas as roupas dela que ele julgava curtas e não queria ela usando. Em troca, eles deram uma passeada em um brechó pra substituir as roupas que ela já não tinha mais. Aquele lado bom das coisas, né? 



Claro que, linda como ela é e cheia de estilo, com o fim do relacionamento e uma passada aqui pelo Pará, ela deu uma renovada no armário com roupas que ela chamou de "estilo Belém". Ficou super encantadas com os vestidinhos em um bazar que teve na praça do Arsenal, comprou três (e mais um sanduíche de frango com suco de capim-limão, que substituiu o troco que a galera do bazar não tinha).



Ela contou que em Salto não usam muitas roupas leves: esses vestidinhos e saias, por exemplo, ela nem lembrou a última vez que usou lá. Mesmo no calor, eles usam muito jeans. E, como aqui é calor todo dia e toda hora, a gente usa e abusa das roupas que não esquentam, então ela aproveitou pra usar (e garimpar!) algumas peças pra ela.

Yasmin já voltou pra SP há um tempo, vi, nas redes sociais, umas fotos maravilhosas dela. Eu acredito que um pouco da relação com o brechó ajuda na autoestima, sabiam? Porque ninguém vai ao brechó em busca de algo já pronto, construído, e é preciso ter muita segurança e confiança em si pra saber o que quer, e isso inclui as roupas. Acho que reconstruir é a palavra.

E aqui encerro a primeira parte do Enunciar. Espero que 2017 traga mais e mais pessoas maravilhosas como a Yasmin e como todo mundo que já passou pelo projeto. Ah! E se quiseres estar aqui, dá um alô na página, ou no instagram, ou nas ruas de Belém se me encontrar, vou adorar te conhecer e saber sobre tua relação com os brechós e bazares. 

Fotos: Luiz Aranha 


Share:

0 comentários:

Postar um comentário