29 junho 2012

E Agora? Me apaixonei pelo meu melhor amigo!

É muito comum ficarmos conversando, rindo, se divertindo e saindo tanto com uma pessoa que chega uma hora que percebemos que queremos um pouco mais do que só amizade. Mas também é comum confundirmos amizade com o amor.

 Então primeiro tenha certeza de que o que você sente por ele não é só uma grande amizade, querer estar perto sempre não significa que você está apaixonada. O melhor amigo sempre é uma pessoa especial, um carinho que temos a mais, um cuidado, um querer que ele esteja sempre bem. E o mesmo nós queremos para quem nos apaixonamos, então isso pode trazer uma confusão de sentimentos.
Dê um tempo pra você perceber o que sente realmente por ele e, se for amor de verdade, declare. 
Não sou do tipo de pessoa que acha que isso vai acabar com uma amizade, que vai machucar estar perto só porque gostamos e não somos correspondidas, eu penso que estar longe dói mais, machuca mais. Tendo certeza do que ele sente pela gente é melhor do que ficarmos nos torturando achando que ele não quer nada, que a amizade vai acabar se falar que pensamos nele de outra forma, por isso acho que devemos dizer mesmo, vai que ele sente o mesmo e, pelo mesmo medo, não quer dizer?
Se o sentimento for correspondido, o namoro vai ser legal né? Vocês já conhecem o gosto do outro, sabem o ponto fraco um do outro, o que deixa feliz, o que deixa triste, chateados, com raiva. É mais fácil :) 
E se não for correspondido, não acho que se afastar seja a solução pra esquecer. Ele é seu melhor amigo, vai saber como dizer, como agir e se ele tiver interesse em outra garota, ele vai ter o cuidado de contar.
Se apaixonar pelo melhor amigo é um pouco mais delicado que se apaixonar pelo menino da sua turma que você não conta segredos, talvez seja até melhor, o seu melhor amigo vai saber ao certo como lidar com isso, pelo menos mais do que o outro menino rs.
Então é isso, pense, repense, sinta, tome uma taça de coragem e diga. Pode doer, mas ele vai saber curar melhor do que qualquer outro :)

E então meninas? Alguém aqui com esse drama? Alguém já passou por isso ou ao contrário? Contem-me!
Beijos, Valéria.
Share:

0 comentários:

Postar um comentário