06 junho 2012

A Busca pela pessoa perfeita.

Não quero destruir o sonho de ninguém, vou logo avisando pra vocês não me odiarem e aceitarem a vida rs.

Tá, agora falando sério. Eu passei 18 anos da minha vida esperando pelo cara certo, uma pessoa que me entendesse, me aceitasse como sou, porque sempre achei que não deveria mudar por ninguém, porque se meus amigos me aceitam assim o homem da minha vida vai ter que me aceitar também, né? 
Mas acontece que na prática não é bem assim, eu fiz uma escolha muito difícil pra estar com o meu namorado e além da escolha, mudei. Não mudei a pessoa que eu era, sou a mesma, mas o relacionamento é feito de duas pessoas que devem se tornar ajustáveis a outra, entendem? O essencial da Valéria ainda tá aqui, mas uns pequenos detalhes que a gente modifica fazem uma diferença imensa. 
Mas antes de aprender isso, a gente fica em casa tomando sorvete, assistindo comédia-româtica e esperando achar um cara igual ao protagonista do filme, porque a gente tem a maior certeza do mundo que vai achar e que ele tá ali na padaria quando eu for lá, ou no cinema quando eu for assistir filme sozinha, ou no shopping quando eu for com as minhas amigas. Bom, ele pode até estar, assim como ele pode estar ali no msn me chamando enquanto eu tô beijando o pôster do cara da minha banda preferida (porque é com ele que eu vou casar). 
Aí vem a TPM: e o gato da escola nem me olha, e meus amigos marcam pra sair com outros amigos, e minha mãe sai com a minha irmã e eu fico sozinha em casa porque ninguém me ama. 
Aí eu entro no facebook e escrevo frases esperando alguém me dizer que vai aparecer a pessoa certa (e rezando pra que o gato da escola me adicione, veja minhas fotos e me peça pra sair). Mas não acontece e aí eu choro e volto a assistir o filme de comédia-romântica e percebo o quanto a minha vida é sem graça e espero o protagonista sair do filme de novo. 
E assim é a nossa vida até que venha a pessoa certa, e a gente sempre sabe que é ele! Mas antes de vir a pessoa certa, aproveite todas essas sensações e desilusões e TPMs que a vida nos dá rs (é sério). E isso de não ligar pro que os outros pensam e dizer com toda força que há no coração que vai casar com o cantor da tua banda preferida é um dos melhores sentimentos do mundo. E imaginar que o protagonista do filme vai aparecer e vocês vão viver uma história igual ao do filme e serão muito felizes também é um dos melhores sentimentos do mundo. Mas aí, um dia, vai aparecer um cara que até então tu não entendes o que sentes por ele,  mas vai chegar um dia que tu vais olhar pra ele e perceber que tens muita vontade de sair de mãos dadas com ele pela rua e dizer pra todo mundo o quanto gostas dele e o quanto tu sentes que vais ser feliz com ele, mesmo tendo que mudar algumas coisas em ti e sabendo que ele nem sempre vai te entender e que as condições de namoro devem ser acertadas entre vocês dois. E esse sim, esse é o melhor sentimento do mundo. 

Beijos, Valéria.
Share:

0 comentários:

Postar um comentário